A cistite na mulher

maio6,2022

Abaixo você pode ler informação sobre cistite na mulher.Este artigo mostra informações sobre nutrição e saúde com chave para caracteres de divulgação que não pode nem deve substituir a opinião de um médico ou profissional de nutrição.Se tiver dúvidas ou problemas de saúde relacionados com este artigo, A cistite na mulher, sugerimos que consulte o seu médico ou nutricionista.

Neste artigo falaremos da cistite (infecção da bexiga), principalmente em mulheres.A forma de agir perante a cistite depende da idade e sexo da pessoa que a sofre, o lugar que afete (bexiga, próstata, rim), a freqüência com que se apresente infecção (uma ou várias vezes) e a presença de outros fatores que possam complicá-la (doenças, gravidez, sondas urinárias, etc.).

Causas da cistite

Germes provenientes da zona anal passam para o orifício da uretra e daí, subindo pelo canal, chegam a bexiga. Na mulher, por suas características anatômicas, isso acontece com muito mais frequência que não no homem. Na cistite não complicada, quase sempre se encontra um único microorganismo muito conhecido que se chama Escherichia Coe.

Quais são os sintomas da cistite

Os seguintes são os sintomas mais frequentes de cistite.

  • Queimação ou ardor quando urina.
  • Vontade de urinar muitas vezes, mas com pouca quantidade.
  • Sensação de não ter urinado por completo.
  • Sensação de peso na parte baixa do ventre.
  • É frequente a presença de sangue na urina.

Também as infecções da vulva e vagina podem dar desconforto quando urina, normalmente vai acompanhadas de comichão de jock externo e fluxo diferente do habitual.

Leia Mais  Melhorando resultados para gatos diabéticos: foco em fatores que podem ser controlados

Diagnóstico da cistite

Depois de fazer o interrogatório, o especialista da CABEÇA usa umas tiras de teste especiais para analisar a urina para a mesma consulta. Atualmente, tanto o médico como a enfermeira estão recursos para atender as cistite não complicada.

Tratamento da cistite

A cistite é principalmente com antibióticos. A dose e duração irá variar dependendo do que se use.

Complicações da cistite

Os casos de cistite complicados são aquelas situações que impliquem uma actuação mais além da comentada até agora.Nestes casos terá que fazer outros testes complementares (cultura de urina, ultra-som, etc.) e de tratamentos mais longos.

Situações com risco de complicação de cistite

  • Suspeita de infecção renal: febre, dor lombar, calafrios.
  • Trato urinário anormal (refluxo, pedras, próstata obstrutiva, etc.).
  • Instrumentação da via urinária (sonda, cateter, cistoscopia).
  • Número de infecções (duas infecções seguidas em duas semanas, ou mais de três por ano).
  • Doenças: diabetes, imunossupressão, insuficiência renal crônica.
  • Gestantes.
  • Pessoas com mais de 65 anos.
  • Homens.

Dicas para evitar a cistite

  • Recomenda-Se usar roupas íntimas de algodão e não trazer roupa demasiado apertada.
  • Escolher o chuveiro, como medida de higiene geral e evitar os banhos.
  • A limpeza da área em questão tem que ser diária e sempre que estiver indicado (por exemplo, após a relação sexual).
  • Há que limpar a área inguinal com sabão, enjuagarla com água abundante e secar bem.
  • Não reter a urina ou o desejo de miccionar.
  • Demonstrou-Se que os estrógenos em mulheres pós-menopáusicas, e o sumo de mirtilos, as mulheres, em geral, diminuem as recorrências de cistite.

Related Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *